Entenda a relação entre a prática de esportes e a saúde bucal

Além de adotar práticas de uma alimentação mais cuidadosa e balanceada, o brasileiro tem praticado cada vez mais atividades físicas.

Uma vez que os esportistas exigem muito do seu físico, se um atleta não estiver em dia com sua saúde bucal, seu desempenho tende a cair. Para este segmento de atuação existe a Odontologia do Esporte que tem como objetivo compreender a influência das doenças da cavidade bucal no desempenho dos atletas e assim, investigar, prevenir, tratar e reabilitar essas doenças com a finalidade de melhorar o rendimento esportivo e prevenir lesões.

Uma vez que os esportistas exigem muito do seu físico, se um atleta não estiver em dia com sua saúde bucal, seu desempenho cairá.

São alguns dos casos em que o rendimento do atleta pode diminuir:

  • Má oclusão: causadora de problemas de mastigação, pode prejudicar a absorção de nutrientes importantes, desequilíbrios musculares e problemas na articulação têmporo-mandibular.
  • Dor e desconforto: prejudicam a concentração e o desempenho do atleta.
  • Foco infeccioso na boca: representa o comprometimento da saúde dos dentes, no periodonto e de outros órgãos do corpo, espalhando-se através da corrente sanguínea e provocando risco para o coração. Um canal aberto provoca queda de 17% no condicionamento físico.
  • Respiração bucal: Provoca queda de até 21% do rendimento físico comparado ao rendimento de um atleta que respira pelo nariz.