Como o uso de drogas afetam a saúde bucal? Descubra aqui!

 

O uso continuado de drogas, ilícitas ou não, traz problemas graves em vários âmbitos da vida, inclusive na saúde bucal.

No caso das drogas ilícitas, como maconha, cocaína, crack e entre outras, essas costumam provocar a redução da saliva, gerando uma condição chamada de ‘boca seca’. Uma das funções da saliva é controlar a população de bactérias na boca e, quando a produção da saliva é reduzida, acaba-se por ser prejudicial aos dentes. Sem a devida proteção, aumentam as chances do desenvolvimento de cáries, inflamações e infecções na gengiva, além do impacto negativo causado no estado geral de saúde do paciente.

Dentre os problemas causados pelas drogas lícitas, estão a irritação na mucosa bucal e despertar a sensação de ardência e secura da boca, no caso do álcool,

Dentre as drogas ilícitas que mais prejudicam os dentes, estão:

Cocaína – Misturada com a saliva, a cocaína resulta numa solução ácida, provocando a erosão do esmalte dental, que é a perda de tecido duro da superfície dos dentes. Essa perda é muito agressiva e pode desencadear dor, sensibilidade exagerada e comprometer a aparência do paciente.

Crack – Ao entrar em contato direto com a boca, a fumaça danifica o esmalte, a gengiva e os nervos.

Ecstasy A droga predispõe o usuário a sofrer de boca seca e bruxismo, que é o ranger involuntário dos dentes durante o sono. Toda estrutura da arcada dental pode ser prejudicada se não tratada adequadamente.

É fundamental que os profissionais da área odontológica conheçam as causas e sintomas das principais drogas lícitas e ilícitas, além de auxiliar no combate ao consumo de alimentos e bebidas que prejudicam os tratamentos na anamnese, antes de qualquer tratamento.